Osho: Mocinho ou bandido?











Sempre ouvi falar nesse sujeito. Por vezes muito bem, como filósofo, poeta ou até guru. Em outras, muito mal, como palhaço, doido varrido ou aquele tipo de cara que gosta de inventar estórias para ver quantas pessoas acreditam.




O detalhe é que nunca se fala medianamente de Osho. Concluo que é um sujeito que desperta interesse, positivo ou negativo, mas o faz. Admiro estas pessoas. É muito satisfatório quando se faz a diferença.

Na minha opinião, ele parece ter sido um grande sujeito. Seus dizeres e pensamentos, remetem à filosofia da vida e não à vida de filosofia, ou seja, a análise do que acontece ao seu redor e a propagação daquilo que se aprendeu ao contrário de divagadores do cotidiano. Ótimo isso não? Eu acho.

"Felicidade só é real quando compartilhada". Você é feliz não é, amigo Osho?

Confira: http://palavrasdeosho.blogspot.com/2009/01/abandone-as-atitudes-fixas.html


7 comentários:

Palavras de Osho disse...

Sim, a felicidade só é real quando compartilhada, nem que esse compartilhamento seja só entre nós e nosso silêncio interior, entre nós e as estrelas, os jardins, o céu.

Abração e muito boa sorte ao blog (já estou acompanhando-o via RSS)!

Homem-Sofá disse...

Obrigado pela atenção. Fico honrado.

thorak disse...

osho é um safadão, prega o desapego material e descobriram que ele tinha mais de 30 carros na garagem hahahahahahahahahahahahah

e ainda fala q o caminho para a meditaçao é dificil.... aff!!!

Homem-Sofá disse...

É, não tenho fundamento pra discutir isso com você.
Mas que o que ele dizia realmente faz algum sentido, isso faz.
De qualquer forma não sou contra o "faça o que eu falo e não faça o que eu faço".

PINTADINHA disse...

THORAK...
ISSO É INTRIGA DA OPOSIÇÃO...
ELE RECEBIA DOAÇÕES, ESSES CARROS FORAM DOADOS UM DIA ANTES DA SUA MORTE E ELE NÃO TEVE TEMPO DE REPASSA-LOS PARA A ONG DOS CÉTICOS ANÕNIMOS...AFF!!!!
MEDITAR DÓI!!!!

Tio Rogs disse...

Nunca li esse guru pregar desapego material. Mas já li várias vezes ele dizendo não pregar nada, nem acreditar em pregações.
Quem prega são os religiosos. Seja a favor de riquezas, ou pobrezas.
Ele nunca pregou, quanto mais sobre isso.
Tremenda ignorância dos homens, que nunca entenderam o que ele dizia. Obviamente se compreendessemos, não julgaríamos de forma tão simplista.
abraços

Homem-Sofá disse...

Concordo 100% contigo Rogs. Esse é um grande detalhe dele, a não-pregação. Ele escrevia e falava sobre seus pensamentos para quem queria ouvir.
Agradeço pela visita e pela opinião.

 
© 2009 | O HOMEM-SOFÁ | Por Templates para Você