Vida dura de herói








Doucement volés à: http://raphaelb.canalblog.com

2 comentários:

VOLÚPIA... disse...

HOMEM-SOFÁ...
Deixo para você a História do Homem-Aranha...
Mais confesso...
PREFIRO O BATMAM!!!
... RISOS...

O Homem-Aranha é o mais popular personagem da Marvel Comics. É a identidade secreta de Peter Benjamin Parker, o Homem-Aranha Foi criado por Stan Lee e Steve Ditko.
Órfão quando pequeno, Peter Parker foi morar junto com seus tios Benjamin e May Parker em Forest Hills, Queens, na cidade de Nova York. O menino cresceu e se tornou um adolescente tímido, mas extremamente inteligente. Por outro lado, nunca teve uma vida socialmente ativa, sendo incrivelmente desajeitado com as garotas e não tendo muitos amigos. Quando visitou uma demonstração de equipamentos que manipulavam radiação, Parker foi picado por uma aranha. Essa aranha havia sido exposta à radioatividade do aparelho e, por isso, provocou mutações no jovem Peter. Na versão ultimate (ou Marvel Millenium, como é mais conhecida no Brasil) e no filme de 2002, Peter é picado por uma aranha geneticamente alterada.

Peter descobre sobre seus poderes quando quase é atropelado por um carro. Seu sentido de aranha o alerta do perigo e, por puro reflexo, ele salta e se fixa na parede de um prédio. Ainda assustado, ele escala esse prédio e amassa uma chaminé de aço como se fosse de papel. Parker fica muito empolgado com seus poderes de aranha e pensa em como ganhar dinheiro com eles. Tanto que não se esforça para impedir a fuga de um ladrão, que posteriormente mata seu tio Ben. Este fato faz então nosso herói pensar numa frase que seu tio uma vez lhe havia dito: "com grandes poderes vêm grandes responsabilidades". Que ele aprende a duras penas, ao decorrer de suas aventuras.

Até muito antes da publicação de Homem-Aranha, no meio da década de 60, os heróis seguiam um padrão mais ou menos uniforme de rigidez moral e retidão, tanto em suas vidas normais quanto quando travestidos em seus alter-egos. O Homem-Aranha foi o primeiro herói fruto do sentimento mais sombrio da culpa. Além disso foi o primeiro herói a ganhar dinheiro com o uso de seus poderes: Peter Parker vende fotos do Homem-Aranha para o Clarim Diário e outros jornais. Seus motivo são altruístas: ele ajuda a tia viúva, idosa e doente e paga as contas, principalmente o aluguel.

Graças à inteligência de Peter Parker, o Homem-Aranha dispõe de um bom equipamento que o auxilia na sua luta contra o crime.

Em 1985 a falida Marvel leiloou os direitos de filmes para seus personagens. Homem-Aranha foi comprado pela Cannon Films, do produtor Menahem Golan (conhecida pelos filmes de Chuck Norris), que possuía um acordo para desenvolver o filme até 1990 (prorrogado até 1992, 4 anos depois). Como não conseguia financiamento para desenvolvê-lo, o produtor Menahem Golan negociou os direitos da distribuição com a Columbia Pictures e a Carolco. Tendo a Carolco os direitos, o diretor James Cameron decidiu entrar no projeto. Cameron escreveu um roteiro, mas não desenvolveu o filme principalmente pela falência da Carolco.

Em 1998 a Marvel decidiu revender os direitos, visto que os comprados por Golan haviam expirado, e eles foram leiloados em 1999 para a Sony Pictures (dona da Columbia) por US$ 7 milhões. A Sony contratou o roteirista David Koepp para trabalhar em cima do roteiro de Cameron, eliminando os vilões originais (Electro, Doutor Octopus e Homem-Areia; o segundo e o terceiro apareceram em filmes seguintes) e aproveitando algumas idéias (teia produzida pelo corpo do Aranha, ao invés de lançadores mecânicos). Em 2000 Sam Raimi, grande fã do personagem, foi escolhido para dirigir o filme. Após a escolha do elenco, as filmagens começaram em novembro.

Em 2005 e 2007 foram lançados mais dois filmes da série, trazendo os mesmos personagens principais e novos vilões. Junto foram lançados novos desenhos animados, jogos, revistas e toda a sorte de brinquedo.

A primeira revista do Homem-Aranha custava 12 centavos de dólar, em 1962. Atualmente, um exemplar original dessa publicação histórica é vendido no mercado de colecionáveis dos Estados Unidos por algo em torno de US$ 55 mil.
BEIJOS...

Palavras de Osho disse...

Putz... perfeita a noção de movimento que o desenhista conseguiu nesses quadrinhos.

Abração, Homem-sofá!

 
© 2009 | O HOMEM-SOFÁ | Por Templates para Você